Tuesday, October 13, 2009

Agradecimentos

You could be my unintended choice
To live my life extended
You could be the one i'll always love

You could be the one who listens to my deepest inquisitions
You could be the one i'll always love



Unintended - Muse



Mas não queres.

Não queres ouvir, não queres falar... De um momento para o outro deixaste de querer o que quer que fosse que se relacionasse comigo. Penso que o encanto nascido de uma primeira impressão favorável desapareceu, e quanto a isso nada posso fazer. Não me resta outra opção que não a de aceitar a tua ausência na minha vida.

Tenho pena de ter chegado até ao ponto de caramelo. Saltaste a fronteira entre o bonito-e-interessante para o lado do até-gosto-de-ti. O que vale é que ficaste por aí...

Na realidade, devo agradecer-te... Foste a primeira pessoa que me despertou algum interesse a nível sentimental desde há muito, mas mesmo muito, tempo. Agora, acredito plenamente que já ultrapassei a minha obsessão chamada Nuno - deixou de haver razão para não referir nomes há muito tempo -, o que já era quase certo, mas ficou finalmente "sentimentalmente aprovado".
No entanto, a tua presença terá sido mais relevante para me assegurar que ainda sou capaz de baixar as defesas a um homem potencialmente interessante a diversos níveis, ajudando-me a ter fé na minha capacidade de me apaixonar, enquanto esta não se revela.

Andar a "saltitar" durante um ano fez parte do processo de cura, além de ter sido bom, claro, mas já chega. No final de contas, I'M A LADY! from the moon...

3 comments:

Anonymous said...

cada um tem o q merece

andré carvalho said...

espantado com o que o anonimato nos trouxe..eu diria que por vezes torna-se difícil a uma pessoa escondida por entre o perdido e o encontrado dizer seja o que for..

Narcisa said...

Prima...

Bem, voltamos ao planalto.

De tão diferentes que somos, ainda nos encontramos nas coisas e no que vai cá dentro.

I love you so :)

Beijo