Monday, April 03, 2006

"Explique por palavras suas..."

Enunciados terrivéis dos testes de Português que exigiam uma resposta construída sintática e morfologicamente por cada aluno, o que implicava que nenhum dos alunos presentes naquela sala, a resolver aquele teste, utilizasse as palavras já pensadas, estudadas, suadas, talvez até choradas, pelo autor do texto analisado.
Eu concordava. Eu achava bem. Eu até gostava daqueles enunciados. Eu queria que por cima de todas as perguntas estivesse escrito a letras garrafais "EXPLIQUE POR PALAVRAS SUAS".
Mas... Podia-se verificar, que quem usava as palavras do texto também tinha a resposta certa... Não completamente certa, mas certa.
- Mas que raio?! Então a única dificuldade que este teste me oferece é a parte menos cotada?!
Parecia-me ridículo! Quase caía na tentação de fazer como os outros, começar com alguns sinónimos e depois estampar o texto sem aspas... Mas não, se eu sabia que era capaz tinha de o fazer... "Dá o máximo de ti no mínimo que fazes!" Não, não são palavras minhas. Sim, é um clichê meus caros. Mas podiam ser palavras minhas... Descrevem um pedaço da minha personalidade, alma, maneira de ser, maneira de estar, enfim, o que lhe quiserem chamar...! Os clichês só exigem uma habilidade, penso eu: Saber utilizá-los. É tudo o que pedem. É tudo o que exigem; merecer o nome de clichê e não de vulgaridade.
Continuando... Além da necessidade primeira de obedecer à minha regra, devo dizer que também cedia um pouco à minha necessidade, mais que primeira, de alimentação do meu ego.

Agora, enfrentando a verdade (ou vendo a situação por outro ponto de vista, o que preferirem...), modificar as palavras do autor não seria um ultraje para o sentido único, que uma única frase ou expressão, dita por uma única pessoa (ou pessoa única), num certo e determinado momento, obtem a muito custo (suor e lágrimas) ?
Os sinónimos não são bem sinónimos... Palavras que transmitem ideias próximas, talvez. Palavras com o mesmo sentido, nunca!

Basta mudar a pessoa que diz cada palavra...

É uma grande virtude sabermo-nos exprimir pelas nossas palavras, mais do que para refazer textos ou explicar ideias de algum escritor enterrado comido por vermes, é uma grande virtude para criarmos os nossos textos, ideias, conversas, palestras...

Para criarmos a nossa vida...

Para tentarmos explicar o que sentimos a alguém que nunca vai compreender, ou que prefere fingir que não compreende.

Para que possamos chover numa folha de papel...

4 comments:

BeTiNhO ReVoLtAdO said...

este blog até é fixo...
o que aconcelho é o seguinte blog
http://texugovoador.blogspot.com/

É EXCELLENTE !!!

Sofia;)* said...

do melhor...nada melhor do que explicar por palavras nossas o que pretendemos de um blog que é nosso..nada melhor do q deixar correr as cpalavras, para que "possamos chover numa folha de papel"..nada melhor do que um inicio destes!muita força pa continuares, eu seriei leitora assidua!;)*
beijinho*

Cacau said...

Ah!!!!!!

A priminha pequenina está a crescer!! :) E agora vens-me fazer concorrência para o blogspot? Não sei se acho bem ahahah :P

Boa sorte para este teu novo espaço :)

beijo grande

Celso said...

Bem, o teu blog ta fixe. E bom dizer tudo por palavras nossas. Mas e arranjar palavras?É k eu sou dakeles k vai ao txt e copia kase td! Tenho dificuldade ! Sabes como e!
O teu blog e fixe continua assim!
BJS FICA BEM