Sunday, February 21, 2010

Ausência

(continuando...)

A tua.
Vivi com ela, não foi difícil, mas também não foi inócuo.

De vez em quando, à noite, quando dava por encerrado o (pseudo)estudo e recolhia aos braços de Morfeu, invadia-me uma vontade louca de falar contigo, porque sabia que compreenderias o modo como me sentia, porque me farias festinhas e me abraçarias e eu dormiria bem e feliz... E assim, todas aquelas horas que passei a dar voltas na cama, a tentar respirar profundamente para me acalmar e então conseguir adormecer, poderiam ter sido evitadas. Foram noites terríveis, mal a luz se apagava, ideias baralhadas corriam desenfreadamente e em catadupa pela minha mente, a maioria acerca do curto espaço de tempo destinado a estudar cada coisa e do que seleccionar para estudar. Enfim, eu não conseguia parar o meu pensamento e isso não me permitia descansar em condições.
Então, como se não me bastasse todo aquele nervosismo, entre questões como "Devo estudar sangue ou vasos?", "Será que só um dia para epidemio chega?", surgiam estúpidas manifestações emocionais como "queria tanto que ele estivesse aqui...".



Agora, já praticamente recuperada desta maldita época de exames tento lidar com a tua pseudo-bipolaridade. E não está nada fácil.
Principalmente porque sei perfeitamente que a imagem que tenho de ti é, em muito, uma construção minha, aproximando-se de uma concepção platónica. Sim, eu conheço-te, mas não tão bem como emocionalmente me quero fazer querer. Tudo o que espero neste momento é CONHECER-TE.

Deixas-me?

3 comments:

asmodeux said...

Principalmente porque sei perfeitamente que a imagem que tenho de ti é, em muito, uma construção minha,
isto foi bonito.....muy introspectivo

Tudo o que espero neste momento é CONHECER-TE.
isto foi parvo....na verdade não qweres se conhecesses os outros ou mesmo a ti própria não conseguirias viver..
Deixas-me?
se for esperto/a tentará mostrar as similitudes e não as dissemelhanças graves

jose said...

o asno tem razão muito introspectivo
"Devo estudar sangue ou vasos?", "Será que só um dia para epidemio chega?",
surgiam estúpidas
manifestações emocionais como "queria tanto que ele estivesse aqui..."

se são emocionais,,,,,podiam ser manifestações racionais igualmente estúpidas isso dos.... pega-se ??
é a tal de epidemiologia dos ....

Deia said...

eu amei. simplesmente isso..